Pular para o conteúdo
Início » Blog » O que você precisa fazer para vender um carro?

O que você precisa fazer para vender um carro?

O que você precisa fazer para vender um carro?

Você sabe tudo o que é necessário para vencer um carro? Às vezes surge a necessidade de vender seu carro, seja por conta da troca por um novo ou pelo motivo de insatisfação com seu atual veículo.

Seja qual for o motivo, é necessário saber alguns processos para que você possa fazer todas as etapas de forma correta. Muitas pessoas ficam com dúvidas ao longo do processo e acabam levando prejuízo no fim das contas.

Sendo assim, para que não haja dúvidas, elaboramos este conteúdo com todas as informações necessárias para que você possa saber os caminhos que se fazem até concluir a venda.

O que fazer para vender um carro?

O que você precisa fazer para vender um carro?Saber como fazer para vender um carro pode ser muito simples na imaginação de algumas pessoas. Porém, para quem não tem prática ou experiência no assunto, essa tarefa pode ser muito complicada.

Se você está em busca de fazer a troca do seu veículo, a venda então é a única alternativa que você tem pela frente caso não queira manter o carro com você.

Quando a venda de carro ocorre nas concessionárias, geralmente esses locais costumam derrubar muito o valor do carro. Se houver reparos a serem feitos então, o valor acaba descendo ainda mais.

Então, é preciso que você saiba que tanto o sucesso quanto o fracasso da venda do seu carro, ambos possuem relação com o que você faz antes de anunciar o veículo nas plataformas online.

Trouxemos então algumas dicas que podem te auxiliar a realizar uma venda mais rápida e de sucesso. Tudo o que você precisa fazer é:

  1. Manutenção do veículo

A manutenção do veículo é crucial para deixá-lo interessante para a venda. Isso porque ninguém está interessado em adquirir um veículo com diversos problemas, certo?

Por isso, tenha certeza de eliminar qualquer tipo de dano, defeito, sujeira ou ruído que o carro possa vir a fazer. Esses são fatores que são levados em consideração e por mais que você coloque um valor em conta, os interessados podem não querer fechar venda por terem que lidar com o trabalho de realizar essas manutenções.

Então se você quer conseguir um valor bom na venda do seu veículo, tente eliminar o máximo de imperfeições que você possa conseguir. Assim, o veículo se torna mais rentável.

De preferência, leve seu veículo até um mecânico de confiança para que ele faça uma revisão completa do carro e realize esses serviços para você.

  1. Limpeza do veículo

Outro ponto de extrema importância principalmente se você expõe seu veículo em algum lugar e os interessados vão vê-los pessoalmente, é fundamental que você faça a limpeza do carro.

Até mesmo para tirar foto do veículo, faça uma limpeza dentro e fora para que o carro mantenha uma boa aparência e se torne mais atrativo. Mesmo em foto, o carro deve passar um aspecto de bem cuidado.

Sempre lembre que a pessoa vai estar atraída primeiramente pelo visual e depois pelas especificações que você colocar no anúncio. Depois de fazer isso, é hora de caprichar nas fotos.

A primeira impressão é a que fica, por isso escolha um local bonito, iluminado, para que possa fazer as fotos e pegar todos os detalhes. Fotografe no sentido horizontal para que possa pegar o carro por inteiro e valorize os melhores aspectos do seu carro.

Se as rodas são novas, fotografe-as um pouco mais de perto para que possa valorizar isso. O mesmo vale para se você trocou o estofado ou fez melhorias em alguma parte do veículo.

Outra coisa importante é você cuidar da lataria do veículo e realizar o enceramento ou o polimento da mesma. Isso faz com que o carro chame mais atenção.

  1. Reveja a documentação do veículo

Um dos primeiros passos para que você venda um veículo, é juntar todos os documentos que pertencem a ele. Logo, você vai precisar de:

  • Certificado de registro e licenciamento de veículos (CRLV);
  • Documento único de transferências (DUT);
  • Nada consta emitido pelo Detran do estado onde você mora;
  • Nota fiscal de aquisição se você tiver sido o primeiro dono do carro.

É fundamental se atentar quanto a alguns desses documentos, pois quanto mais velho for o ano do carro ou de seu emplacamento, mais difícil pode ser encontrar documentos impressos, sendo possível fazer isso somente de forma digital.

Tente deixar também toda documentação em dia para que o veículo possa ser vendido mais rápido e tenha mais propostas de venda. Muitas vezes um veículo pode estar em bom estado e não conseguir ser vendido por conta das dívidas acumuladas.

Quanto maior forem as pendências, maior será a chance de desistência dos interessados naquele carro. Lembre-se que sem o licenciamento atualizado é impossível efetuar a venda.

  1. Passe por uma consulta veicular

Todo mundo deseja lucrar com a venda de um veículo, isso é fato. Porém, nem sempre conseguimos avaliar muito bem o preço que o carro realmente vale.

Para vender um carro é fundamental que você passe por uma consulta veicular para saber de fato quanto esse veículo está custando. Assim, não corre o risco de você colocar o veículo num valor muito abaixo ou muito mais alto do que ele realmente custa.

A Valida Carro faz consultas completas para saber se o seu carro tem multas pendentes, passagem em leilão, infrações, dentre uma série de outras coisas. É interessante ter isso em mãos para mostrar aos interessados o que ele irá adquirir ao comprar o carro.

Compare antes de mais nada, qual tem sido o preço de mercado para o tipo de veículo que você possui dentro de sua região. Além disso, você pode avaliar o valor de mercado pela tabela FIPE do seu veículo.

Ela geralmente serve como uma base para quando você for fazer a negociação do seu automóvel. Depois do preço ter sido definido, acima de tudo, esteja aberto a receber negociações.

Tente estipular uma margem de valor maior para que você possa estar aberto a conceder descontos. Se você, por exemplo, quer vender seu carro a 15 mil, é interessante jogar um valor um pouco mais acima para caso o interessado queira um desconto, você consiga tirar o valor que estava em mente.

Engessar um valor pode acabar prejudicando a venda do veículo, então sempre considere esse fator na hora de estipular o preço.

Importante saber: Como Consultar Seu Veículo De Forma Confiável? Saiba Agora!

  1. Saiba onde anunciar seu carro

O que você precisa fazer para vender um carro?Um dos passos importantes para que você possa atrair compradores interessados em seu veículo é saber a plataforma que você irá fazer uso. É interessante que você busque por plataformas que ofereçam essa opção.

Os sites de vendas em geral são muito usados, assim como anúncios em grupos e posts no Facebook. Fazer uso da internet no geral é importante para captar a atenção de possíveis interessados.

Plataformas como OLX e Mercado livre também são ótimas para realizar anúncios, pois sempre terá alguém em busca de um veículo. Se você tiver seguido todas as dicas até então passadas aqui, o interesse com certeza irá aumentar.

O anúncio de venda do seu carro deve ser caprichado para garantir interessados. Comece anunciando com um título que de cara forneça as principais informações que o veículo possui como:

  • Ano do carro;
  • Versão;
  • Motor;
  • Câmbio.

A quilometragem também pode ser incluída nessas informações, ainda mais se o seu carro não tiver sido muito usado. Já na descrição, você pode trazer os detalhes como:

  • Tipo de ar-condicionado;
  • Central multimídia;
  • Tamanho de pontos específicos;
  • Controle de estabilidade e tração;
  • Airbags;
  • Rodas de liga leve;
  • Sensor de câmera;
  • Dentre outros itens que seu carro tenha.

Tudo que você acha ser um diferencial é bom de incluir.

  1. Se atente a forma de recebimento do dinheiro

É muito comum encontrar pessoas que estejam dando golpe na internet. Por isso, é fundamental se atentar sobre a forma de receber esse dinheiro.

Ainda que o seu veículo seja simples, o valor é considerável e perder isso é uma grande oportunidade para que você não consiga trocar de carro ou dar outro fim para esse dinheiro.

Evite receber altas quantias em espécie, principalmente se essa negociação foi feita na rua. A melhor forma hoje em dia de fazer a transferência de dinheiro é por meio do PIX, DOC ou TED.

Mas ainda assim, é preciso ficar atento. Muitas pessoas conseguem fraudar ou burlar esses tipos de operações. Jamais entregue seu veículo na mão de outra pessoa, se você não tiver certeza que o dinheiro entrou em sua conta.

Preste atenção em uma coisa: logo que você receber o pagamento, você deve fazer uma isenção de responsabilidade referente a este automóvel. Isso porque caso haja algum tipo de infração nesse meio tempo, a responsabilidade não recai sobre você.

Então, é preciso que você preencha o CRV e vá a um cartório para que eles façam a transferência do carro para o comprador e reconheçam a sua assinatura. Assim, você deve ter no mínimo duas cópias autenticadas deste documento.

Uma fica com você e a outra fica com o novo dono do carro. Agora, se ele receber uma multa enquanto dirige o veículo que era seu, ele será responsável por pagá-la.

Caso ainda assim receba multas, basta que você apresente o documento ao órgão de trânsito do seu estado que você não será responsabilizado por isso. Se o seu carro tiver seguro, não se esqueça de cancelá-lo também.

Quais outras dicas são interessantes para garantir uma venda segura de seu automóvel?

O que você precisa fazer para vender um carro?Caso você sinta insegurança de realizar esse procedimento sozinho, peça para que um profissional de vendas de automóveis possa fazer isso por você. Claro que optar por essa escolha fará com que você tenha que pagar a ele uma comissão pela venda.

No entanto, a chance de você lucrar com a venda do seu carro é maior por se tratar de um profissional realizando esse processo. É fundamental também que você escolha uma pessoa de confiança para fazer isso.

Outra opção para você é escolher concessionárias. Veículos semi-novos podem sofrer uma certa desvalorização de mercado que gira em torno de 30% da tabela FIPE quando ele é vendido por uma concessionária.

Os veículos que possuem mais de 3 anos possuem uma taxa menor, de 15%. As feiras de automóveis também são uma opção para quem quer atrair compradores. Porém, elas também tendem a desvalorizar o veículo.

A melhor forma então de você fazer essa venda, é por meio da internet, onde você consegue negociar o valor que pretende ganhar sem perder muito. A única questão é sobre ficar atento com a possibilidade de ter que lidar com golpistas.

Se você realizou tudo o que estava exposto aqui e ainda assim não conseguiu efetuar a transferência do seu automóvel, então você deve se direcionar ao Detran de sua cidade para que eles atualizem a situação do seu carro e resolvam seu problema.

Enquanto os trâmites não forem resolvidos, qualquer multa ou incidente que venha acontecer com o seu carro está sob sua responsabilidade até que você consiga transferi-lo para outra pessoa.

A venda de um automóvel pode parecer complicada depois que você vê todos esses trâmites. Mas na real, ela é bem fácil. Preste atenção na hora da documentação, pois essa parte é uma das mais importantes junto com a parte de pagamento.

Fazer tudo com calma e atenção garantirá que você faça a venda do seu veículo. Pesquise também a respeito de cada etapa caso você tenha dúvidas sobre o que fazer em cada uma delas.

Depois que tudo foi organizado e cumprido, você já poderá usar o dinheiro que conseguiu para dar entrada/comprar um carro novo ou qualquer outra coisa que você queira fazer.

Conclusão

O que você precisa fazer para vender um carro?Por fim, vimos aqui algumas dicas cruciais para você que quer vender um carro e não sabe ou tem dúvidas sobre todos os trâmites que isso envolve. Sendo assim, guarde este conteúdo com você para que você possa aplicá-lo na hora certa.

Assim, não terá dúvidas no meio do caminho e poderá seguir com uma negociação mais cautelosa e interessante. Como parte de seu patrimônio, você deve ter que cuidar do seu veículo até o último momento.

Conte aqui o que achou deste conteúdo e se ele foi útil. Compartilhe com mais pessoas!

Saiba também: Qual A Importância Do Contrato de Compra E Venda?

Marcações:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *