Pular para o conteúdo
Início » Blog » Saiba As Classificações De Veículos Sinistrados

Saiba As Classificações De Veículos Sinistrados

Consultar um Carro antes de Comprar: 9 Documentos Cruciais!

O que é veículo sinistrado?

O termo sinistro é muito usado no mercado de seguros para se referir a um veículo quando o mesmo sofre algum acidente ou prejuízo material.

Em resumo, podemos dizer que o sinistro acontece sempre que há algum tipo de indenização sobre danos e isso pode ser classificado como:

  • Pequena;
  • Média;
  • Grande monta.

A classificação de leilão para veículo sinistrado é uma avaliação que define o tipo e a gravidade dos danos que um veículo sofreu.

Essa classificação é usada para determinar se o veículo é adequado para ser reparado e colocado de volta em circulação ou se deve ser vendido como sucata para reciclagem de peças.

Quais são as classificações de leilão para veículo sinistrado?

  1. Pequena Monta

Refere-se a danos mínimos que não afetam a estrutura do veículo, como pequenos arranhões ou amassados. Esses danos geralmente não afetam o funcionamento do veículo e podem ser reparados com facilidade.

  1. Média Monta

Refere-se a danos moderados que podem afetar a estrutura do veículo, mas não de forma significativa. Esses danos podem incluir peças danificadas ou deformações em partes da carroceria. Esses danos podem ser reparados, mas o custo de reparo pode ser significativo.

  1. Grande Monta

Refere-se a danos graves que afetam significativamente a estrutura do veículo. Esses danos podem incluir colisões graves ou danos no chassi do veículo. Esses danos podem ser reparados, mas o custo pode ser muito alto e a reparação pode não garantir a segurança do veículo.

  1. Sucata

Refere-se a danos tão graves que o veículo não pode ser reparado e deve ser vendido apenas para reciclagem de peças e metais.

Esses danos podem incluir incêndios, alagamentos ou colisões severas que afetam a maior parte do veículo.

Importante saber: Carro de leilão: saiba quais os cuidados na hora de comprar um!

Quem avalia as classificações dos veículos?

A avaliação da classificação de leilão para veículo sinistrado é feita por avaliadores especializados em veículos sinistrados. Esses avaliadores podem ser contratados por empresas de seguros, oficinas mecânicas ou leiloeiras.

Como é feito a avalização dos veículos?

Eles analisam a extensão dos danos, o valor do veículo antes do sinistro e o custo estimado de reparação para determinar a classificação de leilão apropriada para cada veículo sinistrado.

Os avaliadores usam diferentes critérios para determinar o grau de avaria em veículos sinistrados e, assim, classificar se é de pequena, média, grande monta ou sucata.

Alguns dos critérios para classificar os veículos:

  1. Danos visíveis

Os avaliadores examinam a aparência do veículo em busca de danos visíveis, como amassados, arranhões e rachaduras. Quanto mais extensos e visíveis forem os danos, maior será a classificação de leilão.

  1. Danos estruturais

Os danos estruturais, que afetam a estrutura do veículo, são um fator importante na avaliação. Danos no chassi, nos pilares ou nas longarinas são considerados mais graves e podem levar a uma classificação de leilão mais alta.

  1. Danos mecânicos

Os danos mecânicos, que afetam o funcionamento do veículo, também são considerados pelos avaliadores. Danos ao motor, transmissão, sistema de suspensão e freios são exemplos de danos mecânicos que podem aumentar a classificação de leilão.

  1. Danos elétricos

Os danos elétricos, que afetam o sistema elétrico do veículo, também são levados em consideração pelos avaliadores. Problemas elétricos podem afetar a funcionalidade dos sistemas do veículo, como luzes, airbags, sensores, entre outros.

  1. Custo de reparo

O custo de reparo é um fator importante na classificação de leilão. Se o custo para reparar o veículo exceder o seu valor de mercado, pode ser mais vantajoso vendê-lo como sucata.

  1. Potencial de segurança

Saiba as classificações de veículos sinistradosOs avaliadores também avaliam o potencial de segurança do veículo após os reparos. Se os danos forem tão graves que a segurança do veículo não pode ser garantida após os reparos, isso pode aumentar a classificação de leilão.

Esses são alguns dos critérios mais comuns que os avaliadores usam para determinar o grau de avaria em veículos sinistrados e, consequentemente, sua classificação de leilão.

Conclusão

A classificação de veículos sinistrados é fundamental para garantir a justiça nas transações comerciais envolvendo veículos danificados.

Saiba também: Os fatores que influenciam no preço do veículo

Marcações:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *