Pular para o conteúdo
Início » Blog » Seguros Veiculares: Saiba Quais Contratar

Seguros Veiculares: Saiba Quais Contratar

Seguros veiculares: saiba quais contratar

Os seguros veiculares são essenciais na hora de comprar um carro. Não é preciso dizer que o objetivo do seguro é proteger seu bem e se responsabilizar por qualquer dano potencial.

Mas, na hora de contratar um seguro, muitas pessoas ficam com dúvidas em relação aos tipos. Continue a leitura deste conteúdo para saber quais são os seguros disponíveis para você contratar!

Tipos de seguros veiculares

Seguros veiculares: saiba quais contratar A cobertura da apólice de seguro detalha qual nível de proteção você receberá após contratar uma seguradora. Ela tem uma lista de situações de risco que seriam indenizadas caso ocorressem.

O sinistro ocorre quando isso acontece. Desse modo, as coberturas contemplam todos os riscos cobertos pela apólice e possibilitam a indenização caso ocorram.

Isso significa que, ao contratar um seguro, você está contratando coberturas para riscos específicos. Cada uma das coberturas inclui um ou mais tipos de sinistros e divide-se, fundamentalmente, em categorias básicas e adicionais.

Como as seguradoras de carros oferecem uma variedade de formatos de cobertura para atender às suas necessidades, confira logo abaixo quais são os principais tipos proteção veicular:

  1. Para terceiros

Ao fornecer cobertura a terceiros, o segurado dá preferência a cobrir danos que possam causar a outros veículos. Ou seja, esse tipo de seguro veicular se preocupa mais em cobrir danos materiais, físicos ou morais causados a outras pessoas do que em cobrir as condições do seu carro.

Essa é uma opção mais econômica, assim como a cobertura contra roubo e furto. Isso faz com que a maioria dos motoristas que não têm condições de pagar o seguro completo optem por, ao menos, evitar sofrer consequências com indenizações de terceiros, como acidentes de trânsito ou batidas de carro.

  1. Roubo e furto

Esta é uma forma mais simples de seguro de veículo que cobre apenas danos resultantes de crimes. Devido à cobertura limitada que oferece, essa opção custa menos e tem prazos mais flexíveis.

Com isso, o valor do seguro irá depender apenas do ano e marca do automóvel, e não do perfil do condutor. Mas, antes de contratar este serviço, é fundamental que você entenda que só será indenizado se o automóvel não for recuperado ou se ele apresentar danos superiores a 75% do valor.

No entanto, diversas seguradoras de carros oferecem o rastreio de veículos além deste seguro. Isso possibilita a localização do seu automóvel de forma rápida e com menos prejuízos.

Para aqueles que não podem pagar um seguro completo, mas vivem em áreas com altas taxas de criminalidade, esta opção é muito boa.

  1. Cobertura básica

Este seguro automotivo tem um valor um pouco mais alto que o anterior, mas oferece uma cobertura mais ampla. As indenizações são pagas em uma série de circunstâncias, tais como:

  • Roubo ou furto;
  • Acidentes;
  • Desastres naturais;
  • Incêndios;
  • Explosões;
  • Raios;
  • Enchentes;
  • Colisões;
  • E muito mais.

Seguros veiculares: saiba quais contratarExistem dois tipos de perdas que podem resultar de um seguro básico: perdas parciais e perdas totais. A perda parcial ocorre quando os danos ao veículo são inferiores a 75% de seu valor.

Nesse caso, a seguradora paga uma parte do conserto e o segurado paga o restante através da franquia do seguro. Portanto, a franquia da seguradora faz parte da responsabilidade do segurado pelo conserto do carro.

Seu valor é pré determinado na apólice de seguro. Por exemplo, seu automóvel foi danificado por R$ 4.000 e sua franquia vale R$ 1.000.

Isso significa que você deverá pagar R$ 1.000 à oficina mecânica. Os R$ 3.000 restantes serão pagos pela seguradora.

A perda integral do veículo ocorre quando os danos ultrapassam 75% do seu valor de mercado. Ela produz uma indenização integral com o objetivo de viabilizar a compra de um veículo novo.

A indenização também é paga integralmente quando o carro é furtado ou furtado e não encontrado pela polícia. É um dos tipos de seguros de carros mais populares.

Importante saber: Carro De Leilão: Saiba Quais Os Cuidados Na Hora De Comprar Um!

Franquia reduzida

A função básica de uma franquia reduzida é idêntica à de uma franquia normal; as únicas diferenças são o preço que o segurado vai pagar e o valor do prêmio.

Caso opte por uma franquia reduzida, o valor da sua contribuição obrigatória para os custos do conserto pode chegar a 50%. Nesse cenário, você teria que pagar R$ 500 e a seguradora R$ 3.500.

Esse tipo de franquia é indicado para motoristas iniciantes, com pouco tempo de habilitação e com alto risco de envolvimento em sinistros.

  1. Seguro compreensivo

O seguro compreensivo também é chamado de seguro total ou seguro completo, e é o que oferece as coberturas mais amplas, como auto e roubo, por exemplo. Nos casos de colisão, incêndios, furto ou roubo e danos causados pelas intempéries, a cobertura ampla cobre o segurado.

Porém, existem outras coberturas que não são contempladas, como acessórios como rádios e rodas especiais. Nessas situações, é necessária uma cobertura extra além da total. O mesmo serve para vidros, retrovisores, lanternas e faróis.

A chuva de granizo é coberta pela cobertura compreensiva porque é um dano da natureza. Algumas empresas de seguradora removem alguns riscos, como danos resultantes de guerras e vandalismo.

Isso torna necessário verificar as condições gerais do seu seguro junto ao seu corretor de seguros ou seguradora.

  1. Coberturas adicionais no seguro

Além de todas as apólices e coberturas já mencionadas, existem outras opções disponíveis no mercado brasileiro de seguros, abrangendo todos os tipos de seguros de automóveis.

São as chamadas “coberturas adicionais”, que visam proteger o carro em circunstâncias mais específicas. Essas proteções podem ser adicionadas a qualquer uma das opções listadas até aqui, criando uma apólice de seguro mais abrangente e individualizada.

Entre as opções de adicionais, é possível citar:

  • Cobertura de acessórios, como som automotivo;
  • Cobertura para o kit gás;
  • Carro reserva;
  • Cobertura para vidros e faróis;
  • Proteção para teto solar;
  • Proteção da carroceria;
  • Diárias em hotel;
  • Lucros cessantes (adequado para taxistas, que serão indenizados como forma de ressarcimento pelo tempo em que o veículo estiver indisponível);
  • Seguro para a blindagem do carro;
  • Extensão de perímetro;
  • Carta Verde (seguro para o carro em países da América Latina);
  • Etc.

Conclusão

Seguros veiculares: saiba quais contratar Como você pôde ver neste conteúdo, são muitos os seguros veiculares. Por isso, quando for contratar o seu, certifique-se de escolher uma opção que atenda às suas necessidades como motorista.

E não esqueça de compartilhar este conteúdo com os seus amigos que também estão em busca de um seguro para carro.

Saiba também:

Marcações:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *